GUSTAVO MONTEIRO

Fev 19 2021 /

20/08/1980  - Monte Sião (MG)

 

Gustavo Monteiro é um dos principais instrumentistas da nova safra do samba-choro mineiro. Natural de Monte Sião, sul de Minas Gerais, Gustavo Humberto Monteiro começou o aprendizado do violão aos 11 anos de idade e quatro anos depois já estava envolvido com o samba. Concomitantemente, passou a tomar gosto pelos discos de choro, principalmente os de Altamiro Carrilho, que o pai possuía em casa. Tudo isso possibilitou que criasse uma profunda admiração por aquele som grave dos bordões que teciam contracantos magníficos em sambas e choros, embelezando e muito a harmonia, o acompanhamento destas músicas. Possibilitou, também, o início de uma idolatria a figuras como Dino, Raphael Rabello, Valter e Valdir, Luizinho, Toni, Carlinhos e Israel, que passariam a ser as suas maiores referências.

Foi na capital mineira que Gustavo Monteiro intensificou seu contato com o choro e com o samba e não tardou a se enturmar com os músicos do gênero e ter reconhecimento como instrumentista e compositor. O violonista passou a participar de formações que acompanhavam músicos como Fernando Bento, Warley Henrique, Gabriel Guedes, Acir Antão e Serginho Beagá, dentre outros, e ser requisitado por grupos como Fidelidade Partidária, Copo Lagoinha, Zé da Guiomar e por escolas de samba e blocos locais.

Nessa trajetória integrou e ainda integra os grupos Piolho de Cobra (choro), no qual fez parceria nos violões com o saudoso Mozart Secundino, Figa de Guiné (samba), Isto é Nosso (choro) e Trio Caviúna (trio de violões), com o qual teve o privilégio de excursionar pela Europa, através do Projeto Música Minas, em 2016.

Fez ponte também com o Rio de Janeiro, estabelecendo forte amizade e parceria com o compositor, instrumentista e cantor Lulu Aranha, tricampeão na Imperatriz Leopoldinense e que tem músicas gravadas com o Grupo Pirraça e Seu Jorge e Ana Carolina.

Disputou, como compositor, concursos de samba-enredo na sua escola de coração, a Mangueira, e em várias outras, dentre as quais a Acadêmicos da Abolição, onde foi campeão em 2009. Em BH, foi bicampeão na Acadêmicos de Venda Nova (2008 e 2009) e já foi músico de várias delas, dentre as quais as sempre favoritas Venda Nova e Canto da Alvorada, e também de Blocos Caricatos, como Bacharéis do Samba. Integrou ainda, em 2015, a primeira formação da bando do Bloco Pescoção, formado por jornalistas, ao lado de Warley Henrique, Mário Moura, Marcelo Roxo e Janaína Moreno.

Teve a honra de acompanhar artistas de renome como Dona Ivone Lara, Délcio Carvalho, Wilson Moreira, Nei Lopes, Wilson das Neves, Noca da Portela, Luiz Carlos da Vila, Tantinho da Mangueira, Almir Guineto, Moacyr Luz, Toninho Geraes, Serginho Beaga, Hamilton de Holanda, Ronaldo do Bandolim, Pedro Amorim, Pedro Miranda, Eduardo Gallotti e Alfredo Del Penho, dentre outros.

 No início de 2021, Gustavo Monteiro gravou seu primeiro álbum de sambas autorais, chamado “Gênesis”, a ser lançado no mesmo ano.

 

Redes sociais: Facebook - Instagram 

Contatos:

Telefone:
(31) 99671-1104

E-mail: 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 
 

 

 
 

 

 

 

Visto 87 vezes

Patrocínio